Vozes Vazias

Tantas vezes
Tantas vozes
Perdidas
vendidas
Vozes vazias
Perdidas no coro
Buscando um choro,
Uma dor qualquer.
O julgo
Orgulho
O preço
Desprezo
Uma Filosofia da preguiça.
Mãos atadas
Vazias
Com dedos apontadas
Na multidão descrevia
O rosto jubilante
De prazer pelo sangue
Simbólico
Moral
Uma dor qualquer.
Lobo em pele de cordeiro
Ator atuando o verdadeiro
Esvaziando de sentido
Todo qualquer ocorrido
Embasbacado de ver
Intensidade
Prazer
O afeto de ser
envolto na bolha
Pertencer
Ao que quer que sê.
Sê!
Sê!
Isso ou aquilo
apenas os dois.
Existe caminho
Distinto
Visando dizer o que sinto
Instinto
Visando crescer no que penso
Intenso
Visando viver o que vivo?
Digo que não
Penso
Talvez
Vamos tentando
dum jeitinho poético
ter preguiça de ser cético.

25.10.2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s