Eu tenho pra mim que na real sempre tem uma galera que só ta desesperada pra acreditar em alguma coisa. Sempre houve a imagem do jovem revolucionário que envelhece e vira coxinha . São nossos pais, o ultraje a rigor, aquela música da Elis Regina. Aí que tá. Eu olho pros lados e vejo um bando de adolescente esquerdista que nunca parou pra pensar realmente. São completamente doutrinados. Pela galera da facul, da roda de beck, do facebook. Aí envelhece e muda de doutrina, por que aí ele ja tomou no cu o suficiente pra começar a acreditar na meritocracia. Não consigo levar essa galera a sério – ninguém consegue. Talvez daí surja a convicção quase histerica com que gostam de falar.