Retorno

Quando havia saudade,
tristeza também havia.
Sem sofrer contrariedade
aos poucos me engolia.

Tristeza não pelo que foi;
pelo que podia ter sido.
Tristeza ao ver perdido,
o que nunca chegara a ter tido.

Quando findou a saudade
e em saudosismo tornou
Vi que quem me havia deixado
nunca de mim deixou.

O que cessado supôs-se
foi eternamente continuado
pois no presente refez-se
ao existir no passado.

4 comentários em “Retorno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s