DOIS MILEONZE

Achei esse texto aqui que NUNCA POSTEI e escrevi há TRÊS ANOS.

Foi minha primeira FRITAÇÃO DOCUMENTADA, se pa.

Que orgulho!

***

Como você explicaria pra um cego de nascença o que é uma cor?

Ainda que você achasse os adjetivos mais precisos, fizesse as melhores comparações e passasse dias dissertando sobre as cores, o cego não chegaria nem perto de imaginar o que é uma cor. Isso se deve ao fato de que as cores, para o cego, são uma realidade inexistente, como se fossem uma outra dimensão – ele nunca teve contato com aquilo e não tem a menor ideia de sua existência, ainda que o cerque por toda sua vida.

E se, ó bolas, nós formos cegos para outras coisas também?

Conceitos como aura, espírito, alma e chakra são conhecidos e vulgarmente usados por ignorantes que falam sobre aquilo que não sabem para angariar dinheiro de pessoas que também não sabem de nada.

Nos achamos absurdamente espertos por atitudes que tomamos baseados nos nossos conhecimentos concretos sobre a vida – aquelas fórmulas que nos obrigam a decorar, aqueles livros que nos obrigam a ler –, ignoramos conceitos como vida, espiritualidade, sabedoria, pensamento, e nunca entendemos por que precisamos incessantemente buscar a felicidade e nunca a encontramos.

Senhores, se eu tivesse que citar o maior problema da sociedade atual, eu diria que é o fato de que ela não pensa e, em consequência dessa ignorância proposital e resignada, não conhece a si mesmo, nem o seu espírito, nem a sua religiosidade.

Não me refiro especificamente ao fato de pensar em coisas mais subjetivas como as que eu listei ali em cima, mas em pensar em qualquer coisa. As pessoas apenas decoram. Elas não desenvolvem senso crítico, não refletem, não chegam às próprias conclusões. Apenas absorvem conhecimentos programados por pessoas que também não pensam.

Existem diversos conceitos de inteligência e as pessoas só focam no mais raso e simples.

Não é a toa que são tão infelizes e ignorantes.

Presta atenção no que eu to dizendo aqui, caralho. Vos convido, senhores, a pensar. Apenas. Qual a sua religião? Não dê um nome pra ela, apenas disserte sobre. No que você acredita, criatura? No que não acredita? POR QUÊ? Explique e convença a si mesmo – mas não se engane. Levante questões que as pessoas ignoram. O que você quer fazer na vida? Por quê? Tem certeza?

Rapaziada, dispam-se do que a sociedade lhes impõe. “mimimi eu sempre fui católico”, esse deveria ser o principal motivo pra você tentar mudar isso. “mimimi, eu fui criado com a ideia de que precisamos estudar, trabalhar e formar família”. Como diria Nietzsche: como você formará uma família sem conhecer a si mesmo? Você apenas colocará em uma criança as suas inseguranças e dúvidas.

Não to falando pra abandonar a faculdade, bater na sua mãe e sair de casa, caralho. Apenas pra pensar. Não dói, EU JURO. É um processo longo – monges orientais passam a vida inteira desenvolvendo-o -, mas ninguém precisa ir tão a fundo e faz um bem enorme.

Um dia, quem sabe, cês abrirão os olhos e verão um mundo muito mais colorido.

Um comentário em “DOIS MILEONZE

  1. Achei esse blog hoje quando tava pesquisando uma letra do forfun e apareceu a matéria do album NU, li e me identifiquei muito com teus pensamentos, é uma vibe sem igual… Depois fui ler outros textos e botei na categoria “Fritação Qualquer” e não sei o porque que fui ler esse que também não me arrependi. Eu não sei se chega a ser filosofia mas é simplesmente muito foda o que tu escreve, tenho a mesma opinião sobre quase tudo que tu diz, vou seguir lendo mais o blog pois é um entretenimento sem igual na internet . Tu tem um pensamento muito avançado e um jeito de ver as coisas mais ainda, essa evolução que eu procuro sempre na minha vida e esses textos de certa forma me ajuda pelo compartilhamento de pensamentos e ideias tuas, isso tudo deve ser apenas um hobby pra ti ou sei lá , mas parabéns e sucesso na tua vida.
    Eu to recém no ensino médio e não tinha ideia do que queria na faculdade e no futuro,sempre gostei mas nunca pensei nas áreas da filosofia e tal, mas agora quem sabe? ahah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s