Hoje alguém conseguiu me ofender. É tão raro alguém conseguir tamanha façanha, que gosto de comentar quando ocorre. Lembro, por exemplo, que a última vez que me senti ofendido tem já quase 2 anos, quando em 2012 um amigo me agrediu psicologicamente de forma tão absurda que eu não esperava. Ofensa daquelas clássicas – uma frase ou atitude cuja minha interpretação causa desconforto, desconcerto e descontentamento.

Não sou muito de me ofender. Espero muitíssimo pouco das pessoas, de forma que me decepcionar exige um esforço realmente inteligível. Mas conseguem, as pessoas!

Não dissertarei sobre o que ocorreu, pois, se dissertasse, vocês perceberiam tão rápido quanto eu percebi que, no fundo, no fundo, eu não tinha motivo para estar ofendido.

Mas aí entra a grande questão relativa à ofensa – o que, afinal de contas, é um bom motivo para se sentir ofendido?

Não sei responder, juro. Sou a pessoa com menos experiência no assunto ofensas que se pode encontrar nessa vida.

Mas, no entanto, sei perceber claramente quando ela ocorre. E ocorreu.

Estou desconcertado.

Um comentário em “

Deixe uma resposta para Mariana Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s