Eu vejo que por trás dessa janela tem um mundo que muito habilmente pode destruir todos os meus conceitos de felicidade, e que pra dentro dos meus olhos tem um mundo capaz de reconstruí-los do zero. Sou condicionado a crer que a felicidade está nas pessoas e coisas, mas tenho convicção de que ela existe só em mim. É como se eu tivesse um saco de balas no bolso e pedisse uma de outra pessoa, que por vezes flerta, as vezes até finge, mas raramente me dá. O motivo eu juro que não é ganância – eu simplesmente não consigo abrir o bolso pra pegar meu saco.

***

Poucas músicas dizem tanto em tão pouco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s