Preciso entender que sou menos autônomo do que eu penso. Depois preciso começar a ser tão autônomo quanto acho que sou.

***

A raiva não é resultado de um dia ruim; ela está sempre ali, nós é que, num dia ruim, nos damos o direito de expressá-la. Ela não será percebida se não quisermos, mas nossa tendência por querê-la acaba nos deixando com ainda mais raiva se tentamos não senti-la. É instintivo rolar algo que nos tire de nossa zona de conforto e ficarmos puto com aquilo. Mas imagine – você está naqueles dias em que anda dando pulinhos de alegria, olhando pro céu e pensando em quão linda é a vida. Imagine que você perca o ônibus. Você ficaria puto?

Não, pois você estaria feliz demais para se dar ao trabalho acessar a raiva.

Precisamos ficar mais felizes, minha gente.

***

Não adianta mudar o mundo. Tem que mudar as pessoas. Tem muita gente ruim nesse mundo. O mundo tá de boa. Tá aí, seguindo a busca.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s